De volta para o Céu

Acho que quem me acompanha soube da minha gravidez. Eu falava mais pelo instagram, mas cheguei a comentar algumas vezes aqui no blog.

Bom, não foi desta vez. Deus quis que a minha Manu cumprisse o plano Dele e ela virou um anjinho de luz - o meu anjinho da guarda - com 25 semanas de gestação. Isso foi na semana passada, exatamente há uma semana.

Sim, estou passando pelo momento mais delicado e difícil da minha vida. Ter um bebê é um sonho que eu e Renan alimentamos fervorosamente e perdê-la em um nível tão avançado da gestação foi um golpe bastante doloroso. Está sendo, na verdade. Há uma semana eu acordo e durmo chorando tentando entender o motivo de Deus ter levado a Manu da gente. Logo nós, que sonhamos, planejamos, desejamos e amamos a nossa filha mesmo antes da concepção. Eu não conhecia a dor até perder a minha filha - e hoje entendo cada mãe que parte para os braços de Deus depois dos filhos. A dor de perder a vida de um filho é excruciante, e eu desejo ardentemente que ninguém aqui sinta a dor que eu sinto agora.

Não, eu não me sinto preparada para explicar cientificamente o que houve, e não estou preparada para compartilhar histórias de desgraças. Aconteceu, foi a vontade de Deus e ainda bem que minha filha não sofreu. É tudo o que tenho preparo psicológico para falar neste momento. Sim, acontece com um monte de gente. E aconteceu comigo, e preciso que respeitem o meu luto. Eu preciso viver esse luto pra fazer minha vida seguir em frente.

Sim, eu duvidei do amor de Deus por mim. E, confesso, até hoje estou bastante chateada com Ele. Mesmo que eu ore todas as noites pedindo a Ele que nos dê forças para suportar a perda, mesmo que eu implore um sinal de que minha filha está bem e mesmo que eu clame por poder ver minha filha em sonho. Tem horas que Ele acha melhor não nos atender e cabe a mim, pequena e frágil, me resignar diante da vontade Dele pra esse momento da minha vida, no qual eu preciso me recuperar fisicamente e, sobretudo, psicologicamente.

Há uma semana, mesmo aborrecida com a vontade de Deus, eu e Renan involuntariamente nos voltamos para Ele. Acho que a corrente de orações mobilizada pelos nossos amigos e parentes foi tão grande e forte (de modo que atingiu até pessoas que nunca vi na vida) que fomos conduzidos, mesmo sem querer, para uma conexão maior com Deus. Nossas orações, antes individuais, se tornaram oração do casal, dia e noite. Ora acompanhada de muitas lágrimas com o sentimento de que o mundo poderia acabar agora, ora cheia de esperanças. 

Hoje eu e ele conversamos sobre estarmos sentindo o chamado de Deus. Acreditamos que não há fé sem obras, e a obra muitas vezes pode ser pequenininha. Um dos chamados que sempre tive e nunca executei foi sobre ajudar as pessoas com as coisas que escrevo. E o meio mais fácil que tenho de atingir uma pessoa que seja, é através do blog. O Arrumadíssima é um filho (embora abandonado) pelo qual tenho amor e decidi usá-lo como instrumento para contar um pouco mais de mim e da minha relação com Deus e o mundo.

Não prometo que virei aqui todos os dias. Minha cabeça alterna entre pouquíssimos momentos de calmaria e muitos momentos de tristeza absoluta. Minha vontade é de passar o dia dormindo para não sentir tanta dor, até que uma hora Deus colocaria as mãos sobre mim e falaria "Pronto, filha, acabou. Pode seguir sua vida normal". Mas tentarei fazer o meu melhor.

Por um longo período eu não me sentirei com vontade para falar de decoração, de festas. Mas quero falar de mim e da minha relação com os céus. Então não me peçam que voltem à programação normal do blog. Não por agora. Meu momento agora é outro, e preciso da colaboração de vocês por aqui. Não preciso de comentários, mas preciso que minhas palavras sejam um meio de ajudar alguém que precise - ou ajudar a mim mesma.

Então, se você quiser acompanhar estes posts, tá criada a tag "De volta para o Céu". É só escolher no menu e participar.

Já agradeço de antemão.

Beijos.

7 comentários:

  1. Que Deus abençoe vocês, querida amiga! Tenho certeza que com tanta gente vibrando e orando por vocês, aos pouquinhos essa dor enorme vai diminuir. Nossa Manu será sempre lembrada com muito carinho, aquela menina sapeca que adorava dança Ragatanga na barriga da mamãe! E tenho certeza absoluta que este blog voltará a nos mostrar cor, brilho e felicidade com a linda notícia de mais um anjinho vindo pra vocês!

    ResponderExcluir
  2. Carol, que Deus continue dando forças para que vc e Renan superem esse momento de dor. Nunca perca sua fé, mesmo que tudo pareça sem sentido. Ela que vai continuar te guiando. Sua anjinha esta olhando sempre por vcs!!! Bjs

    ResponderExcluir
  3. A dor tem muitas fases. ..e conseguir falar dela faz parte do processo de vivê-la. No meio de tanta tristeza você consegue ainda ser a carol doce que a gente conhece. Te amo. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Carol, não virei ao blog acompanhar sua dor, estarei aqui acompanhando seu crescimento, sua evolução, seu levantar. Deus é contigo. Um bjo bem estalado e um abraço bem apertado.

    ResponderExcluir
  5. Carol, estou contigo em pensamento e oração! Um mega abraço e um super beijo

    ResponderExcluir
  6. Nossa.. Sinto muito pelo que aconteceu.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  7. Carol...vc não me conhece... nem eu conhecia seu blog... agora, passeando pela net, procurando um outro blog, caí aqui no seu. Como acredito que nada neste mundo é por acaso, quero deixar aqui minhas palavras sobre o que vc e seu marido estão vivendo nesse momento, pois eu vivi essa mesma situação. Com 24 semanas de gestação meu menino também voltou para o céu... e, assim como você, eu fiquei sem chão, eu duvidei do amor de Deus por mim, minha vontade era de dormir por um longo período e só acordar quando tudo isso tivesse passado... Conheço sua dor. Mas o que eu posso te falar é que Deus está cuidando de vocês, e que tudo vai ficar bem! Tudo o que acontece na nossa vida é pela vontade D'Ele. Não nos cabe nesse momento entender o porquê... apenas aceitar que Ele faz tudo pelo melhor. Tenha fé! As forças virão. A alegria retornará. Continuem em oração e permaneçam unidos você e seu esposo. Na hora certa vocês serão novamente abençoados com mais um bebê! Que Deus os abençõe e lhes dê serenidade e paz no coração para seguirem em frente!!! Um abraço! Luciane

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...