O aniversário do marido!

20 julho 2017
Em todos os aniversários daqui da família a gente faz um "fandango" (é como chamamos o famoso "bolinho") para comemorar. Tipicamente, o fandango consiste de bolo, refrigerantes, salgadinhos fritos e, eventualmente, docinhos. É mais uma desculpa pra gente se reunir do que qualquer outra coisa. Como minha família, apesar de se amar o bastante, é um pouco distante, acaba que os fandangos se resumem ao nosso núcleo familiar: eu, minhas irmãs, maridos, filhos, nossa mãe e, eventualmente, famílias dos maridos. Sempre somos 10 ou 15 pessoas, no máximo.

Esse ano, para o fandango do marido, eu resolvi variar um pouco e fazer um cardápio mais bacaninha pra gente comemorar. Logo de cara pensei na proposta de um finger food legalzinho, e em dois dias montei o cardápio. Depois foi só ir às compras.

As opções foram:

1.  Pastinhas

Elegi seis tipos de pastinhas, sendo três delas compradas prontas e outras três feitas em casa. E as feitas em casa fizeram o maior sucesso!


Os sabores comprados foram (comprei na loja da rede Hortifuti aqui do bairro):
- brie com damasco
- provolone
- salmão defumado.

Sinceramente? Elas devem ser ótimas para uma urgência. Vai chegar alguma visita de repente, corre lá e compra. Achei o sabor bem "mais ou menos".

Já os sabores que eu fiz foram:
- gorgonzola
- geléia de pimenta com cream cheese
- chimichurri (aquele saquinho de tempero seco que a gente compra no mercado)

Para prepará-las é bem fácil: para cada uma usei um pote de cream cheese suavizado como base (coloquei 15 segundos no microondas para amolecer) e misturei com o ingrediente principal. E o ingrediente principal não tem medida; fui colocando e experimentando. E acho que essa é a melhor dica: faça ao seu gosto.

Como acompanhamento das pastinhas usei torradinhas (compradas prontas mesmo) e grissini de cebola.


2. Espetinhos:

Fiz dois tipos de espetinhos:

- batatinha calabresa com tomate seco
- queijo minas com tomate grape e manjericão

Fiz assim:

Para o primeiro, cozinhei batata calabresa e cortei ao meio. Fiz o espetinho com o tomate seco usando a batata cortada ao meio como base. No fundo da travessa, joguei azeite extra-virgem.

Para o segundo, marido colocou azeite no fundo de uma travessa e misturou com orégano. Depois, cortou cubinhos de queijo minas e misturou nesse azeite para que ele pegasse bem no queijo. Depois, colocamos uma folha de manjericão fresco em cima de cada cubinho e espetamos com o tomatinho.

     


3. Saladinha mediterrânea:

Essa eu roubei da coluna da Patricia Haddad, lá no blog da Bonfa, e dei uma adaptada. Para fazer essa saladinha, usei pepino japonês, cebola roxa, queijo minas, azeitona preta, manjericão fresco, muuuuito azeite extra-virgem, tomatinho grape cortado ao meio e sal com ervas finas. Eu piquei os ingredientes e distribuí em copinhos. Para arrematar, coloquei um garfinho mais rico. Os convidados adoraram!




4- Linguicinha na sidra:


Essa receita eu vi no Panelaterapia e achei tão fácil! A receita não tem erro e foi SUPER elogiada. Para ela, usei 3 pacotes de linguiça fininha (o que usei vinham 4 unidades em cada pacote) e uma garrafa de sidra. Joguei as linguiças já fatiadas na frigideira - uma panela wok, na verdade. Deixei a linguiça fritar na própria gordura e então virei uma garrafa de 600 ml de sidra na panela (se você não tiver a wok, pode fazer em qualquer frigideira e vá fracionando). Deixei no fogo alto até que fervesse e reduzisse. E após isso ela carameliza. Você pode colocar isso no pão ou comer como petisco, que foi o que fizemos. E, sério... é MARAVILHOSO!


5- Pão a metro:

Essa é a especialidade da minha mãe, mas não tem segredo: ela encomendou na padaria aqui perto de casa e colocou no recheio presunto, peito de peru defumado, queijo suíço, geleia de morango, alface e tomate. Pena que esse não teve foto :(


6- Docinhos:

Além do bolo que os pais do marido trouxeram, eu fiz alguns doces de copinho, que foram brigadeiro, beijinho e docinho de paçoca. Também peguei um pote de doce de leite do bom, comprei cones de biscoito e deixei à disposição.





E sobre as plaquinhas: Fiz os bonequinhos no Bitmoji (sério, ficou IGUAL a ele kkkkkkkkk) e montei as plaquinhas no Photoshop em 2 minutos.

E foi uma tarde deliciosa em família! Comemos, rimos, conversamos e celebramos a vida do meu amor! A gente não precisa de uma superprodução pra ser feliz, não é mesmo?

Beijos e até a próxima!


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Feito com ♥ por Lariz Santana